domingo, 28 de dezembro de 2008

Uma palavra chamada confusão

“Palavras serão sempre palavras. Sentimentos serão sempre sentimentos. Não consigo encontrar a forma de eles andarem de mãos dadas para que sejam fiéis um ao outro. Acabo sempre por deixar tanta coisa por dizer apesar de sentir tudo e mais alguma coisa do que disse.”



Diz-me... porquê
Este é o livro que nunca li
Estas são as palavras que nunca falei
Esta é a trilha que nunca seguirei
Estes são os sonhos que sonharei ao invés
Esta é a alegria que é raramente espalhada
Estas são as lágrimas, as lágrimas que derramámos
Este é o sentimento
Este é o temor
Este é o conteúdo da minha cabeça
E estes são os anos que passamos juntos
E isto é o que eles representam
E é assim que me sinto.
Tu sabes como me sinto?
Porque eu acho que tu sabes como eu me sinto.
Acho que tu sabes o que eu sinto.
Porquê…
Acho que tu não sabes o que eu sinto…
Tu não sabes o que eu sinto.

Não te quero largar da mão, não me fazes comichão mas o barco aguenta melhor sem ti.

1 comentário:

Mafalda disse...

Já somos dois...